Assistência social

  1. Fixar no orçamento uma porcentagem mínima de 5% de investimento na Assistência Social;
  2. Concurso público para estruturação e ampliação dos CRAS e CREAS da cidade conforme disposto na NOB-SUAS;
  3. Fortalecimento do papel deliberativo do COMAS-SP 
  4. Estruturação do Observatório de Vigilância Social;
  5. Ampliação da rede socioassistencial básica e especial, começando nas áreas com maiores vazios sócio assistenciais; 
  6. Criação de fluxos intersecretarias, fortalecendo a rede de proteção;
  7. Realização de Conferência como forma de exercício da democracia participativa e de construção efetiva das políticas públicas no município; 
  8. Estruturação do programa Família Acolhedora na cidade de São Paulo;
  9. Estruturação do PAIF – Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família na cidade de São Paulo.