Habitação

  1. Plano de metas para zerar o déficit habitacional em São Paulo através de reforma urbana.
  2. Combate à especulação imobiliária. Não ao lobby das empreiteiras na Câmara Municipal.
  3. Imóveis desocupados por mais de dois anos, que estejam comprovadamente a serviço da especulação e com dívidas com o poder público devem ser desapropriados a fim de transformá-los em habitação popular
  4. Assegurar moradia social diversificada em áreas centrais com participação e inclusão de atendimento das populações vulneráveis que residem nessas áreas hoje em situações precárias, como moradores de rua, de favelas e cortiços;
  5. Assegurar condições de moradia digna nas áreas periféricas e assentamentos precários com a regularização fundiária, instalação de serviços e infraestrutura pública, equipamentos sociais, áreas destinadas ao convívio, cultura, lazer e políticas de geração de emprego e renda;
  6. Nenhuma reintegração de posse com uso de violência policial na cidade de São Paulo.